A despeito de eu não estar assim tão empolgado com o SPDY e o HTTP/2, sua adoção vem ganhando cada vez mais espaço. O que é bom, uma vez que isso reverta em benefícios para os usuários.

Atualmente, qualquer um pode ter um site com HTTP/2 (na verdade, SPDY), sem gastar um único centavo: basta usar os serviços de cache da CloudFlare, que oferecem um modelo de camada SSL (chamada de "flexível" por eles) que se adeqúa a todo tipo de site na rede, contanto que seja apenas para habilitar a criptografia e o SPDY.

O SPDY foi

Continuar leitura