Depois que o sujeito aprende a usar o potencial que uma lista de emails tem para impulsionar seus sites, alavancar vendas, ou apenas para entregar conteúdo para seu público qualificado (gente que, num mundo perfeito, pediu para receber suas mensagens) é normal que, depois de configurar um sistema de envio de newsletters bacana a pessoa queira inserir nele todos os contatos que tem, não importando muito de onde venham: comentários antigos, listas antigas, ou outras fontes menos nobres — não sou ninguém para julgar.

Tudo muito bem, exceto por um pequeno detalhe: estas listas costumam ser muito "sujas," no sentido que

Continuar leitura