Embora eu (diga que) não goste muito de programar, estou o tempo todo com o SublimeText aberto, ou pelo menos o vim editando scripts e configurações (ambas até se confundem, às vezes).

Nisso faz-se mister que meu editor de texto use uma fonte monoespaçada muito fácil de ler, confortável aos olhos, bonita (para o meu gosto) de modos que a produtividade não seja afetada.

Nas quebradas da teia acabei chegando a um artigo do LifeHacker sobre a Monoid, uma fonte TrueType Open Source perfeita para programadores.

Tudo muito lindo: baixei o arquivo .zip do site oficial, descompactei e mandei o Font Book abrir os arquivos para instalação.

Só que não foi.

Não teve jeito de fazer a fonte instalar pelo Font Book.

Não vou perder tempo explicando o quanto tive de pesquisar para, meio que por acaso, resolver o problema. Vamos direto à solução.

Claro, vai ter que usar o Terminal para poder seguir minha receita.

Considere que você tenha baixado o arquivo Monoid.zip para sua pasta de Downloads (ou Transferências, caso você use o OS X em Português) e descompactado, de forma a ter uma pasta Monoid dentro da sua pasta de Downloads.

O truque é copiar manualmente os arquivos .ttf do lugar em que estão para /Library/Fonts, que é onde o OS X espera ter as fontes disponíveis para o sistema inteiro.

cp ~/Downloads/Monoid/*.ttf /Library/Fonts/  

Pronto, só isso.

Caso você seja muito cagão para usar o Terminal, creio que deva abrir duas janelas do Finder, uma com a pasta Monoid aberta, e outra onde você vai abrir a pasta Library (ou Biblioteca). Muito provavelmente esta pasta não estará visível, então pressione CMD+J para abrir as opções de visualização, e marque a opção de exibir a pasta Biblioteca.

Com as duas janelas é só arrastar e soltar os arquivos de um lado para o outro.

Feito isso, o ideal é reiniciar o Mac para que as novas fontes sejam reconhecidas pelo sistema inteiro, mas encerrar os programas e reabri-los já deverá ser suficiente para que a nova fonte esteja disponível nos programas.